Principal Café Consciente CAFÉ CONSCIENTE COM UNOESC E HUST

CAFÉ CONSCIENTE COM UNOESC E HUST

908

NO INÍCIO DO MÊS DE OUTUBRO DE 2016, EM CONVERSA COM A DIREÇÃO DA UNIVERSIDADE DO OESTE DE SANTA CATARINA (UNOESC) DE JOAÇABA, A CONVITE DA COORDENADORA DE RECURSOS HUMANOS DA INSTITUIÇÃO, LÍGIA KRÜHS ZULIAN, SURGIU A INTENÇÃO DE REALIZAR, COM OS COLABORADORES DOS SETORES DE OBRAS E MANUTENÇÃO, UM TRABALHO SIMILAR AO CAFÉ CONSCIENTE, ABORDANDO AS QUESTÕES REFERENTES À SAÚDE E SEGURANÇA NOS AMBIENTES DE TRABALHO DA INSTITUIÇÃO E DE SEU HOSPITAL UNIVERSITÁRIO, ATRAVÉS DA CONSCIENTIZAÇÃO. AINDA EM 2016 FOI COLOCADO EM PRÁTICA O PRIMEIRO MÓDULO, DIVIDIDO EM DUAS TURMAS, UMA NA UNOESC E OUTRA NO HUST, TRATANDO DAS QUESTÕES SOBRE EPI’S, EPC’S, DOENÇAS RELACIONADAS AO TRABALHO E A IMPORTÂNCIA DE SE EVITAR ESSAS DOENÇAS, A FIM DE NÃO IMPACTAR NA SAÚDE E NA VIDA DOS TRABALHADORES.

AGORA EM 2017, NO DIA 28 DE ABRIL, NAS IMEDIAÇÕES DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO SANTA TEREZINHA (HUST), ACONTECEU O SEGUNDO MÓDULO DO “CAFÉ CONSCIENTE”, COM OS COLABORADORES DAS DUAS INSTITUIÇÕES, REUNIDOS EM UMA SÓ TURMA, DANDO, ASSIM, CONTINUIDADE AO PROJETO NESSA PARCERIA. NESTE EVENTO, FORAM APRESENTADAS E DISCUTIDAS AS QUESTÕES DE ERGONOMIA NOS MUITOS LOCAIS DE TRABALHO NAS INSTITUIÇÕES E OS IMPACTOS DA FALTA DESSA AOS TRABALHADORES, PROCURANDO MOSTRAR A ELES QUE A ERGONOMIA, MESMO SENDO UM TEMA POUCO DEBATIDO E POUCO CONHECIDO, É DE EXTREMA IMPORTÂNCIA ENQUANTO EXECUTAM SEUS TRABALHOS.

PARA QUE ISSO OCORRA, O TEMA FOI ABORDADO ATRAVÉS DE TRÊS MOMENTOS QUE HOUVERAM NO DECORRER DAQUELA MANHÃ: EM PRIMEIRO FOI FEITA UMA DINÂMICA COM OS TRABALHADORES, EM SEGUNDO O TEMA FOI DISCUTIDO ATRAVÉS DE UMA PALESTRA, E NO TERCEIRO MOMENTO, HOUVE UMA PRÁTICA DE ALONGAMENTOS COM TODOS OS PRESENTES, ALÉM, É CLARO, DO TRADICIONAL CAFÉ, ANTES DE INICIAR OS TRABALHOS.

NA DINÂMICA, QUE FOI MINISTRADA PELA PSICÓLOGA ORGANIZACIONAL DO HUST, VANUSA PALOSQUI, OS TRABALHADORES OBSERVARAM QUE, NÃO SÓ A ERGONOMIA, MAS OUTROS ASPECTOS REFERENTES À SAÚDE E SEGURANÇA, DEPENDEM DO ENGAJAMENTO E COMPROMETIMENTO DE TODOS.

 

COM A PALESTRA, TRANSCORRIDA PELOS TÉCNICOS EM SEGURANÇA DO TRABALHO, JEVERSON MERETIKA, DO SITICOM JOAÇABA, E CHEILA ZARPELON, DA UNOESC, O TEMA FOI REPASSADO BUSCANDO A CONSCIENTIZAÇÃO DOS TRABALHADORES PARA QUE TENHAM AÇÕES VOLTADAS À ERGONOMIA, LOGO QUE, A FALTA DESTA PODE TRAZER VÁRIAS DOENÇAS CONSIGO E TRAUMAS QUE FICAM NO DECORRER DE TODA VIDA.

 

CHEGANDO AO FINAL DO EVENTO, ATRAVÉS DA FISIOTERAPEUTA DO HUST, JANINE PAOLA FOSCARINI, UM ALONGAMENTO COM TODOS OS PRESENTES FOI EXECUTADO, LOGO QUE, ESTE TIPO DE ATIVIDADE PODE MINIMIZAR OU ATÉ EVITAR PROBLEMAS RELACIONADOS À NÃO ERGONOMIA NOS POSTOS DE TRABALHO.

PARA ESTE EVENTO, FORAM CRIADOS DOIS VÍDEOS, ATRAVÉS DO SITICOM, DA UNOESC, JUNTAMENTE COM O CURSO DE FISIOTERAPIA E O PESSOAL DO LABORATÓRIO DE VÍDEO E TAMBÉM COM O MESTRADO EM BIOCIÊNCIAS DA UNIVERSIDADE. VÍDEOS ESTES QUE ABORDAM OS FATORES ERGONÔMICOS, A RELAÇÃO DESTES FATORES COM CERTAS DOENÇAS OCUPACIONAIS E OS EFEITOS NO DECORRER DA VIDA DA PESSOA QUE ADQUIRE TAIS DOENÇAS, JUNTAMENTE COM FATORES EXTERNOS COMO ENVELHECIMENTO DA POPULAÇÃO E AS REFORMAS, TRABALHISTA E PREVIDENCIÁRIA, QUE SE APROVADAS, TÊM TUDO PARA AUMENTAR OS PROBLEMAS RELACIONADOS À SAÚDE E SEGURANÇA DOS TRABALHADORES FUTURAMENTE.

VÍDEO ABORDANDO OS EFEITOS PARA A SAÚDE DO TRABALHADOR, DECORRENTE DA FALTA DE ERGONOMIA.

VÍDEO QUE TRAZ AS CONSEQUÊNCIAS AO TRABALHADOR, DEVIDO À FALTA DE CUIDADOS COM SUA SAÚDE E OUTROS FATORES INTER-RELACIONADOS.

É IMPORTANTE FRISAR QUE, INDEPENDENTE SE FALAMOS EM FATORES RELACIONADOS À ERGONOMIA OU ASSUNTOS QUE TRATAM DE EPI’S POR EXEMPLO, A SAÚDE E SEGURANÇA DOS TRABALHADORES, NAS DIVERSAS FUNÇÕES DENTRO DAS EMPRESAS, DEVE SER COLOCADA EM DESTAQUE, LOGO QUE O BEM MAIS PRECIOSO PARA QUE A MÁQUINA ECONOMIA FUNCIONE SÃO OS PRÓPRIOS TRABALHADORES.

NENHUM COMENTÁRIO

Deixe uma resposta